title

Planejamento para o Crescimento

Todas as empresas lutam por seu crescimento. Planos estratégicos são preparados identificando novos produtos e serviços a serem desenvolvidos e novos mercados a serem conquistados. Muitos desses planos exigem que se realizem fusões e aquisições para que se alcancem as metas e objetivos estratégicos. Contudo, mesmo os planos estratégicos mais bem preparados muitas vezes falham. Muitos executivos veem o planejamento apenas como um plano, frequentemente sem dar muita importância a implementação. O sucesso da implementação é vital durante o processo de fusão e de aquisição.

As empresas podem crescer de duas maneiras: internamente e externamente. Com o crescimento interno, as empresas cultivam seus recursos em si próprias e podem passar anos em busca de seus alvos estratégicos e posicionamento no mercado. Como o tempo pode ser um luxo indisponível, deve-se ter muita cautela para garantir que todos os novos desenvolvimentos são condizentes com a metodologia e a cultura administrativa do projeto corporativo.

O crescimento externo é significativamente mais complexo. Pode ser alcançado através de fusões, aquisições e joint ventures. As empresas podem comprar o conhecimento de que necessitam muito rapidamente através de fusões e aquisições. Algumas empresas fazem aquisições ocasionalmente, enquanto outras têm acesso a capital suficiente para fazer aquisições continuamente. Entretanto, as empresas com frequência deixam de considerar o impacto sobre a gestão de projetos. As melhores praticas em gestão de projetos podem não ser passiveis de transferência de uma empresa para outra. O impacto sobre os sistemas de gestão de projetos resultantes de fusões e aquisições muitas vezes é irreversível, ao passo que os joint ventures podem ser desfeitos.

As fusões e aquisições permitem as empresas alcançarem seus alvos estratégicos a uma velocidade não facilmente obtida pelo crescimento interno, desde que a divisão de bens e capacidades possa ocorrer rápida e eficazmente. Esse efeito sinergético pode produzir oportunidades que uma empresa pode se sentir pressionada a se desenvolver.